Namibe

O primeiro nome do lugar foi «Tchitoto Tchobatua», em 1485 passou a chamar-se de «Mossungo – Bitoto», em 1785 chamou-se de Angra dos Negros, e já muito depois de 1785, foi batizada por Pinheiro Furtado de «Baía de Mossâmedes» em homenagem a José D’Almeida Vasconcelos de Oliveira de Soveral e Carvalho, Barão de Mossâmedes. A cidade de «Mossâmedes» foi fundada em 1840 e passou em 14 de Novembro de 1953 a escrever-se «Moçâmedes», e assim se chamou até 1985, passando a chamar-se de Namibe até Junho de 2016, tendo então sido de novo alterado por Dec-Lei de 27 Junho de 2016, para cidade de «Moçâmedes».

É limitado a Norte pelo município de Baía Farta, a Este pelos municípios de Camucuio, Bibala e Virei, a Sul pelo município de Tômbua e a Oeste pelo Oceano Atlântico.

Nome da província: Namibe

Capital: Moçâmedes.

População total: 471.613 habitantes.

Divisão Administrativa: a província tem 5 Municípios que são: Moçâmedes, Camacuio, Bibala, Virei, Tombua.

Distancia a partir da capital: 1.234km

Indicativo telefónico: 2642

Clima: desértico

Temperatura: 21ºC.

 

É o terceiro maior porto de Angola, depois de Luanda e Lobito. É também o terminal do caminho-de-ferro do Namibe. A região, maioritariamente desértica, com clima fresco e seco, alberga a Welwitschia mirabilis, uma espécie vegetal endémica. Dos diversos bairros periféricos, o mais extenso é o «Cinco de Abril», que surgiu em consequência das cheias do dia 5 de Abril de 2001. Na sua maior parte, os populares perderam os entes queridos e os haveres, tendo os sobreviventes sido encaminhados para a área antes desértica.

Informações

Ver mais